Compartilhe

Jacareí está participando da “Semana Estadual de Mobilização para o Recolhimento de Pneus”, que acontece até sexta-feira (18).

A campanha tem como objetivo estimular que a população descarte corretamente pneus que não estão mais em uso, eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Os pontos de entrega dos pneus serão os nove LEVs (Locais de Entrega Voluntária) do município:
LEV Jardim Santa Maria (Av. Malek Assad, 725)
LEV Jardim Flórida (Av. Pensilvânia, 793)
LEV Altos de Santana II (Av. Gilda Parente Grecco, 95)
LEV Jardim do Vale (Av. Lafayete Benedito Briant, 263)
LEV Vila Garcia (Est. da Servidão, 100)
LEV Parque Meia-Lua (Av. José Maria Salgado. 101)
LEV Jardim Paraíso (Rua Guilherme Flessatti, 100)
LEV Jardim Elza Maria (Rua Antônio Ferreira Rizzini, 750)
LEV Parque Imperial (Av. Nurimar Fazzolari de Freitas, 105).

Os LEVs são administrados pela Secretaria de Meio Ambiente e recebem gratuitamente materiais recicláveis de pequeno e grande volume, incluindo resíduos de construção civil residencial até um metro cúbico por viagem, móveis, pneus, eletroeletrônicos, restos de poda e capina, lâmpadas, pilhas, óleo de cozinha, evitando o descarte irregular destes materiais em áreas inapropriadas, contribuindo com o meio ambiente.

A RECICLANIP, que representa os fabricantes de pneus no Brasil, é responsável pela realização da ‘logística reversa’ dos pneus inservíveis e coletará os pneus arrecadados pelo município durante a campanha, encaminhando-os para destinação ambientalmente adequada.

CAMPANHA – Ações de conscientização e educação serão realizadas pela Secretaria de Saúde, através da Diretoria de Vigilância à Saúde, e em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e de Mobilidade Urbana.

Como neste mês acontecem diversas ações da campanha do ‘Maio Amarelo’, que visa mais segurança no trânsito, ações em faixas de pedestres, blitz educativas e escolas também serão aproveitadas para comunicar sobre a campanha de recolhimento dos pneus.

O diretor da Vigilância à Saúde de Jacareí reforçou a importância de ações como essa. “Além do impacto ambiental com o descarte correto desses materiais, ela contribui com as ações diárias da Vigilância para eliminar criadouros do mosquito, que pode transmitir doenças que levam à morte”, afirma Ricardo Buchaul.

DADOS – O trabalho constante de prevenção e eliminação de criadouros realizados pelas equipes da Diretoria de Vigilância à Saúde reduziu em 83% o número dos casos de dengue comparado a 2016. Os números caíram de 241 para 42 casos no último ano.


Comentar via Facebook

Comentário(s)