Chuva de gols: Palmeiras é goleado por 6 a 0 pelo Coritiba

0 0

Após 90 dias e muitas contusões, era a reestréia do goleiro pentacampeão Marcos. Sua experiência e suas orientações ao time não evitaram que o Palmeiras fosse goleado por 6 a 0 pelo Coritiba, no Couto Pereira.

O alviverde entrou em campo disposto a quebrar a longa invencibilidade do time da casa: Até então, eram 23 vitórias consecutivas. A disposição do Palmeiras no início da partida não evitou que Emerson, de cabeça, abrisse o placar para o Coxa aos 11 minutos. Sofrendo com a boa marcação do time da casa e não conseguindo corresponder, aos 21 da primeira etapa Davi ampliou o marcador.

João Vitor era um dos poucos que ainda tentavam algo para a equipe palestrina, mas não foi o suficiente. Felipão, atônito na beira do campo, não entendia como sua equipe, com uma das melhores defesas de temporada até então, estava tão vulnerável. Era realmente um dia de fracasso para o técnico, tantas vezes campeão.

A única chance de gol realmente concreta do alviverde paulistano ocorreu aos 42 minutos, quando Leandro Amaro cabeceou na pequena área e mandou para fora. Aos 43 do primeiro tempo, Leo Gago arriscou fora da área, a bola desviou no zagueiro Danilo e encobriu o goleiro Marcos. 3×0.

No 2º tempo, o massacre continuou. Ao som do “Olé” da torcida coxa-branca, Leandro Amaro cometeu pênalti em Bill. Ele mesmo cobrou e marcou o quarto gol.  O destempero do Palmeiras seguiu e aos 17 Rivaldo deu uma cotoelada em Bill e foi expulso. Wellington Paulista, que havia entrado no começo da segunda etapa no lugar de Patrik, praticamente não produziu nada em campo. Aos 46, Geraldo entrou sozinho na área e o angolano marcou. Um minuto depois, Anderson Aquino finalizou praticamente caído e fechou a fatura.

 

Ao fim da partida, notava-se nos rostos dos jogadores palmeirenses que virar o resultado no jogo de volta, na quarta-feira que vem (11) será práticamente impossível, mais difícil que tirar um coelhinho da cartola. “Não fizemos nenhum 6 a 0 este ano, já estamos eliminados. Talvez mostraremos que somos um time de guerreiros, mas não dá mais”, afirmou o goleiro Marcos, jogando a toalha no final do jogo.

 

O alviverde, que hoje não teve nem um brilhareco de sua história de sucessos na Copa do Brasil, precisa ganhar por 7 gols de diferença para se classificar. 6 a 0 para o time paulista leva a partida para os pênaltis.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.