Metalúrgicos dão prazo para Sadefem regularizar salários

0 0

Os trabalhadores da Sadefem/TT Brasil, em Jacareí, deram um prazo de 48 horas para que a metalúrgica pague o vale-salário, atrasado desde 20 de novembro. Durante todo o ano, de acordo com os metalúrgicos, a empresa vem atrasando salários e já deu sinais de que pretende encerrar as atividades em Jacareí.

Em assembleia realizada nesta segunda-feira (3), os metalúrgicos decidiram que não vão tolerar mais este calote e deram um ultimato para que a fábrica regularize a situação. Caso a Sadefem não pague o que deve, uma nova assembleia será realizada para definir o próximo passo a ser dado pelos trabalhadores.

Em outubro, a empresa pagou apenas uma parcela dos salários. Semana passada, um grupo de funcionários chegou a realizar um protesto em frente ao Grupo Iesa/Inepar, proprietário da Sadefem, em São Paulo, para exigir a regularização dos salários. A direção do grupo afirmou que faria o pagamento, mas até agora nada foi feito.

O Grupo Iesa/Inepar é responsável por alguns dos projetos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal, como a construção de torres de energia que vão interligar a Hidrelétrica de Jirau (RO) à região sudeste do país. A Sadefem/TT Brasil possui cerca de 350 funcionários, em Jacareí.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.