Auxiliares de Desenvolvimento Infantil procuram vereador pedindo melhorias para área de educação

0 0

O vereador Fernando Ramos (PSC) recebeu em seu gabinete na última sexta-feira (26) duas funcionárias públicas que atuam como auxiliares de desenvolvimento infantil (ADI) em creches municipais da cidade.

O parlamentar conversou com Denise de Oliveira e Sonia Evaristo da Silva sobre as creches municipais e principalmente sobre a situação das auxiliares de desenvolvimento infantil. Segundo elas, apesar de serem ADI, atuam como professoras, fazendo trabalhos pedagógicos e educativos. Além de não terem os mesmos direitos de professores, reclamam do baixo salário para atuar na função.

Denise de Oliveira contou ao vereador Fernando Ramos que mesmo atuando como professora, não tem direito a hora extra e recebe salário de ADI, R$ 813 por 8 horas de trabalho/dia, enquanto professores recebem R$ 1.400 para trabalharem 4 horas/dia.

Sendo assim, as profissionais exigem o reenquadramento da profissão, pois apesar de auxiliares, elas atuam diretamente com as crianças, não só fazendo o papel de auxiliar, como também de professoras. Segundo elas, essas reivindicações têm base na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – lei n° 9 394/96), em pareceres do Conselho Nacional de Educação, Plano de Carreira do Magistério, Plano Nacional de Educação e nas orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais do MEC.

Sonia Evaristo da Silva contou ao parlamentar que muitas cidades conseguiram resolver a situação reconhecendo o trabalho dos auxiliares de desenvolvimento infantil e reenquadrando o cargo com a nomenclatura Professor de Educação Infantil. São exemplos as cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo, Campinas, Santo André, São José dos Campos, Igaratá, entre outras.

São outras reivindicações dessas profissionais: a transformação do cargo de Auxiliar de Desenvolvimento Infantil para Professor de Educação Infantil, a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais, sem redução de salário para todos os educadores, custeamento da formação pedagógica, com prazo de 5 anos para a conclusão e o fim do processo de terceirização das creches do município.

O vereador Fernando Ramos afirmou que medidas que valorizem o ensino e os profissionais da educação são de grande importância. O parlamentar se comprometeu a estudar o assunto e enviar indicação ao prefeito Hamilton Mota sugerindo mudanças reivindicadas pela categoria.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.