Jacareí recebe o I Encontro em Defesa da Saúde da Mulher

0 0

Nesta sexta-feira (7), a Prefeitura Municipal de Jacareí, por meio da Secretaria de Saúde, sediará o I Encontro em Defesa da Saúde da Mulher. O evento que acontecerá no Educamais Jacareí, a partir das 9h, é fruto de um termo de cooperação firmado entre Ministério Público, com o propósito de fortalecer os profissionais da Rede Protetiva do município, frente às ações de enfrentamento à violência doméstica.

A programação começará com a abertura e apresentação do Jornal da Saúde, da UMSF Cidade Salvador. Na sequência, haverá uma reflexão do Ministério Público de São Paulo sobre a PVDESF (Prevenção de Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres com a Estratégia de Saúde da Família) no Estado. Depois, o Plan International trará a discussão do “casamento infantil e da Lei Maria da Penha”. A parte da manhã será encerrada com a apresentação da peça teatral Romeu e Julieta, da UMSF Bandeira Branca.

 

Já no período da tarde, a UMSF Igarapés apresentará o vídeo Você que pensa que pode. Na sequência, representantes do Ministério Público de São Paulo trazem o debate da “violência doméstica e os impactos para as crianças e adolescentes”. Depois a UMSF do Parque Imperial apresentará a peça teatral A culpa, e o SEBRAE de São Paulo ministrará uma breve palestra sobre “empreendedorismo como instrumento da interrupção da violência doméstica”, apresentando como case principal o Projeto 1.000 Mulheres. Por fim, haverá uma fala sobre a Rede Protetiva de Jacareí, a apresentação da Carta de Intenções e o encerramento.

 

O I Encontro em Defesa da Saúde da Mulher está previsto para acabar às 17h. O evento, aberto a todos, contará com a presença de toda a Rede Protetiva do munícipio, além de representantes do Ministério Público, promovendo a discussão do enfrentamento da violência doméstica através da atuação intersecretarial, multidisciplinar e em rede.

 

De acordo com a Diretora de Atenção Básica, Marilis Cury, o I Encontro em Defesa da Saúde da Mulher vem com intuito de fortalecer e capacitar todos os profissionais da Rede Protetiva, que incluem as políticas que estão na luta pela prevenção da violência doméstica. “Esse trabalho tem sido muito significativo para o município, porque a violência doméstica está na construção social. Quando refletimos o modo de viver, alcançamos a mudança que queremos para a nossa sociedade, enxergando aquilo que não é saudável“, argumenta.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *