Campo de futebol em Jacareí sofre com arrombamentos e depredações

0 3

“Fique em casa”. Essa tem sido a recomendação geral em tempos de pandemia. Então, quando bate aquela vontade de praticar atividade física, é preciso lembrar que áreas de lazer e parques públicos estão fechados para resguardar a população do risco de contágio do Coronavírus. Mas a falta de conscientização de algumas pessoas tem levado a uma prática bastante prejudicial não só para a saúde, mas também para a preservação do bem público: o vandalismo.

Em menos de uma semana, por duas vezes, o campo de futebol do bairro Igarapés, em Jacareí, teve seus portões arrombados e o alambrado cortado. Alguns grupos invadiram o campo para jogar bola e utilizar as arquibancadas. A primeira ação de vandalismo ocorreu na quinta-feira (7). No dia seguinte uma equipe da Prefeitura de Jacareí foi até o local e fez o conserto do que foi danificado. Mas, três dias depois, as telas foram, novamente, cortadas.

A Secretaria de Esportes e Recreação do município pede a conscientização dos munícipes para respeitarem as determinações da quarentena, e alerta que a invasão das áreas de lazer, além da questão de saúde pública, também configura vandalismo, já que houve depredação do bem público.

“Sabemos que é difícil controlar a vontade de jogar bola e praticar atividades nos equipamentos públicos. Mas, agora, é hora de ficar em casa. Portanto, não pratique vandalismo, mas ajude a preservar o espaço, que está bonito. Se respeitarmos o isolamento, a pandemia vai passar e todos poderão usar o campo de futebol e todas as demais áreas de lazer da cidade”, orienta o secretário de Esportes, Marcelo Fortes.

Revitalização – Em agosto passado, o campo foi totalmente revitalizado pela Prefeitura e entregue à população, junto com uma academia ao ar livre. Há uma semana, o campo de futebol ganhou iluminação de LED. Foram instaladas 14 luminárias de 150w em oito postes entre o campo e a academia, que foi inaugurada em agosto de 2019. No entanto, dias depois de receber a melhoria, o campo foi alvo de depredação.

Nivaldo Oliveira faz parte da associação de moradores do Igarapés e lamenta o estrago feito no campo. “É necessário que a população tenha consciência e preserve um bem que foi conquistado com muita luta. Foram mais de 40 anos para a gente conseguir o campo de futebol e, agora, ainda temos a academia”. Oliveira conta que também tem conversado com os clubes de futebol daquela região para evitar atos de vandalismo e para respeitar a quarentena. “Não tem como combater o Coronavírus ficando na rua. Vamos respeitar a quarentena e ficar em casa, porque senão vai ficar difícil vencer a pandemia”, diz.

Prejuízos – O secretário de Esportes aponta os prejuízos que o vandalismo traz para a municipalidade. “Tivemos de trocar o alambrado e consertar o portão. Isso tem um custo para os cofres públicos, sendo algo que poderia ser investido em outras áreas”.

Segundo levantamento da Secretaria de Esportes e Recreação de Jacareí, mais de 90% das áreas de lazer do município já foram alvo de vandalismo.

Para Marcelo Fortes, a solução contra o vandalismo é “educação e consciência”. Ele ressalta: “a população precisa entender que o bem público é de todos, portanto todos têm responsabilidade na preservação. E outra forma de a população ajudar é denunciar atos de vandalismo, que é crime”.

 

Happy
Happy
100 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.