Novo rei da chuva na Formula 1: Jenson Button

0 0

O inglês Jenson Button, da McLaren, venceu hoje de manhã o GP da Hungria de F1, realizado no circuito de Hungaroring, na capital Budapeste. Completaram o pódio o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, o líder do campeonato, e o espanhol Fernando ALonso, da Ferrari.

A corrida começou com pista molhada, algo raro em Hungaroring. Todos os carros largaram com pneus intermediários, obrigando os pilotos a tomarem um cuidado redobrado a cada curva.

O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, largou mal e caiu de 4º no grid de largada para 6º logo após as 2 primeiras curvas. Ainda dentro das 15 voltas inicias, e ele rodou na curva 2 e caiu para 9º, o que mais tarde prejudicaria toda sua corrida, tendo que recuperar posições em cima das Mercedes. Seu companheiro de equipe, Alonso, fez 4 paradas nos boxes, e em alguns momentos da corrida, parecia não ter um bom controle do carro. Mesmo assim, conseguiu sair da 5º colocação para 3º, e conquistar um pódio que caiu no seu colo graças ao inglês Lewis Hamilton, companheiro de Button na McLaren.

Lewis fazia uma boa corrida, bem agressiva e se mostrava apto até mesmo a ganhá-la, isso até as 20 voltas finais, quando uma chuva bem fina começou a cair sobre a pista. Ele decidiu parar nos boxes para colocar novamente os pneus intermediários, um errro uma vez que a chuva não aumentou, e a pista não chegou a molhar o suficiente para ele manter esses pneus. Hamilton ainda rodou em uma das curvas e na volta, fez uma manobra perigosa no meio da pista, o que o fez levar uma punição: uma passagem pelos boxes. No total, o inmglês chegou a fazer 6 paradas nos boxes, que culminou em sua 4º colocação no fim da corrida.

O companheiro de Vettel na Red Bull, o australiano Mark Webber, fez uma corrida discreta, largando de 6º, e finalizando em 5º.

Apenas os 6 primeiros colocados terminaram na mesma volta do líder. No pelotão intermediário, algumas boas disputas ocorreram entre os carros da Sauber, Toro Rosso e Force India. O escocês Paul Di Resta, da equipe indiana, fez boa corrida em finalizou em 7º. Em 8º, o suíço Sebastian Buemi, da Toro Rosso, que havia largado em penúltimo lugar, sendo um dos grandes destaques da corrida. Em 9º ficou o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, logo a frente do companheiro de Buemi, o espanhol Jaime Alguersuari.

O brasileiro Rubens Barrichello, da Williams, largou em 15º e acabou a corrida na 13º colocação.

Dois fatos curiosos marcaram essa corrida na Hungria: o vencedor Button completou nessa prova a sua 200º corrida na F1. O outro fato é o carro do alemão Nick Heidfeld, da Renult, pegar fogo logo após sua 2º parada nos boxes. O atendimento dos bombeiros foi falho, além do reboque do veículo de volta aos boxes ser feito em bandeira verde, e quase atrapalhando a saída dos boxes de Vettel, líder do campeonato.

A corrida da Hungria foi a última antes da parada de 3 semanas para as férias européias. Com isso, o mundial de pilotos ficou assim:

1) Vettel ALE – Red Bull 234
2) Webber AUS – Red Bull 149
3) Hamilton ING – McLaren 146
4) Alonso ESP – Ferrari 145
5) Button ING – McLaren 134
6) Massa BRA – Ferrari 70
7) Rosberg ALE – Mercedes 48
8) Heidfeld ALE – Renault 34
9) Petrov RUS – Renault 32
10) Schumacher ALE – Mercedes 32
17) Barrichello BRA – Williams 04

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.