500 pedem paz nas ruas de Jacareí

0 0

Mais de 500 pessoas protestaram na manhã deste sábado (17) pelas ruas de Jacareí, solicitando providências da autoridades, diante da violência que vem assolando a cidade.

Organizado pelas famílias de duas vítimas assassinadas em Novembro no Jardim Santa Maria, a passeata chamou a atenção de quem passava pelo centro. Vestidos de branco e azul, os manifestantes carregavam cartazes, balões e flores, cantando músicas religiosas.

Júlio César Santana, irmão de Carlos Eduardo, assassinado com 30 anos, ficou satisfeito em ver a mobilização da população. “ A internet foi fundamental para reunirmos tanta gente. Estamos aqui não só para cobrar mais segurança em Jacareí, mas também é uma maneira de buscarmos conforto a todos os parentes e amigos do meu irmão”, afirmou.

O protesto começou às 9hs, no campo de futebol do Jd. Santa Maria e terminou em frente à  casa da família de Carlos Eduardo, na Avenida Azenio de Azevedo Chaves, com orações pelas vítimas da violência.

Rafael Castilho, irmão de Felipe, morto em um assalto na Vila Aprazível, desabafou. “ Enquanto a dor de nossa família continua, é triste pensar que em breve outras poderão sentir o mesmo, com mais assassinatos. Isto tem que acabar”, disse.

Casos recentes – Moradores de Jacareí estão apreensivos com os recentes casos de violência ocorridos na cidade. Um dos bairros que mais sofrem com a onda de assaltos, seqüestros e assassinatos é o Santa Maria e o prolongamento do bairro. Apenas no mês de novembro, foram dois latrocínios (roubo, seguido de morte) e um assalto com refém.

O bairro, que já foi considerado um local seguro e de classe alta, hoje vive com medo. As casas ganharam muros altos, cerca elétrica e muitos ítens de segurança.

Entre as vítimas da violência, está Carlos Eduardo Santana, assassinado covardemente com um tiro na nuca quando voltava de um fim de semana no litoral com a noiva e família. Foi abordado pelos assaltantes quando entrava na garagem. Eles queriam o carro, mas não o levaram e acabaram matando o jovem de 30 anos.

Duas semanas depois um casal de namorados tentou fugir de um assalto, mas o motorista, Felipe Castilho de 23 anos, acabou morto com dois tiros. Os bandidos fugiram sem levar nada.

 

No inicio de dezembro, uma família foi feita refém dentro da própria casa por cerca de 30 minutos, enquanto uma quadrilha levava eletrônicos, jóias, objetos e dinheiro da família.

Confira aqui mais fotos da caminhada.

Em breve, um vídeo exclusivo de passeata, com um depoimento de Rafael.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.