‘Maior roubo da história do Brasil’, diz Romário sobre a Copa de 2014

0 0

Polêmico como sempre, o deputado federal Romário (PSB-RJ) afirmou que a Copa do Mundo de 2014 será “o maior roubo da história do Brasil”. Em publicação na sua página no Facebook, o ex-atacante criticou a posição do governo de selar a paz com a Fifa após encontro da presidente Dilma Rousseff com o mandatário da entidade, Joseph Blatter, na sexta-feira.

– O pior ainda está por vir, porque o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações – disse Romário, completando:

– Aí eu quero ver se as pessoas que apareceram sorrindo na foto durante a reunião de ontem (sexta) vão querer aparecer. Esse Brasil é um circo e os palhaços vocês sabem bem quem são.

Após a reunião do Palácio do Planalto, em Brasília, Blatter prometeu se unir ao governo para realizar “a melhor Copa de todos os tempos já organizada pela Fifa”.

– Uma mentira descabida! Não será a melhor e nós vamos passar vergonha – contestou o ex-atacante da seleção.

Romário também não gostou da ausência de parlamentares na reunião de sexta, da qual participaram ainda o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e Ronaldo, membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa.

– Só uma pergunta: qual dessas pessoas tem a ver com a Lei Geral da Copa? – questionou o ex-jogador.

Após o encontro com Dilma, Blatter se reuniu com deputados para um almoço na casa do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Em pauta, esteve justamente a Lei Geral da Copa.

O presidente da entidade máxima do futebol ouviu dos parlamentares a garantia de que todos os compromissos assumidos pelo Brasil em relação ao Projeto de Lei serão cumpridos – incluindo a liberação de bebidas alcoolicas nos estádios da Copa.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.