Queimadas oferecem risco à saúde e à segurança de motoristas e pedestres

0 0

Fumaça na beira de rodovias é um perigo por si só e por poder causar acidentes. Mas a falta de consciência de algumas pessoas tem contribuído para que esse problema seja frequente nessa época de tempo seco. Na tarde de quinta-feira (14), a Defesa Civil de Jacareí atendeu duas ocorrências de incêndio de grandes proporções, sendo uma próxima à rodovia Dom Pedro I, no bairro Igarapés (região oeste) e outra às margens da rodovia Nilo Máximo (região sul).

O fogo consumiu, segundo a Defesa Civil, o equivalente a dois campos de futebol na região sul e mais 360 metros quadrados nas imediações do Igarapés. Ainda de acordo com a unidade de Jacareí, as ocorrências de queimadas têm sido constantes, chegando a três registros por dia.

“Tanto a Defesa Civil quanto o Corpo de Bombeiros têm atendido ocorrências de queimadas diariamente. Muitas vezes, começa com um pequeno fogo em mato e acaba se transformando em incêndio”, revela o diretor da Defesa Civil de Jacareí, José Donizete de Toledo.

Além de trazer danos à saúde, “agravando problemas respiratórios”, como aponta a médica Rogéria Lucia Pereira, as queimadas também representam risco para a segurança das pessoas.

Para ajudar na prevenção das queimadas, a Defesa Civil aponta uma aliada importante: a própria população. “A conscientização de não atear fogo no mato ou em lixo é fundamental para a prevenção das queimadas. E a população também pode ajudar denunciando no 153 (Guarda Civil Municipal) ou no 190 (Corpo de Bombeiros), caso identifique este tipo de ação criminosa”, ressalta Toledo.

E para a população ajudar no combate às queimadas, que fazem tanto mal ao meio ambiente e à saúde pública, a Defesa Civil dá algumas dicas:

– Não jogue cigarros ou fósforos acesos às margens de estradas, rodovias e terrenos.

– Não faça queimadas, pois oferecem risco à saúde e à vida das pessoas, podem danificar a rede elétrica, entre outros prejuízos.

– Não solte balões. Fabricar, vender ou soltar esse tipo de objeto, além de ser crime ambiental, oferece perigo à vida das pessoas e muitos danos à natureza.

– Não solte rojões ou fogos de artifício próximos a áreas de mata.

– Denuncie no caso de identificar atos suspeitos. Ligue 190 (Corpo de Bombeiros) ou 153 (Guarda Civil Municipal). Em caso de focos de incêndio ou até mesmo fumaça suspeita, acione o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.