Padre é acusado de racismo contra garçom em Jacareí

40 0

No último domingo (18), um padre foi acusado de racismo, após negar atendimento à um garçom negro em uma pizzaria no centro de Jacareí.

Em depoimento à polícia, o garçom José Oliveira de Jesus de 62 anos, conta que tentou servir o cliente diversas vezes, e continuava a ser ignorado. Em uma das vezes, o padre teria se levantado, ido até o balcão e dito não querer ser atendido “por aquele pretinho”, dizendo ainda que o garçom não deveria carregar o nome de Jesus.

José Jesus atua como garçom na cidade de Jacareí há 49 anos e compartilhou em suas redes sociais lamentando o ocorrido: “Meus amigos, em anos de profissão ontem passei por essa situação”.

Amigos, clientes e familiares se manifestaram nas redes sociais em defesa de José, e denunciando o fato como racismo grave.

A vítima registrou um boletim de ocorrência e foi orientado pela polícia sobre o prazo de representação contra o padre.

Em nota, a Diocese de São José dos Campos disse que os fatos relativos à acusação contra um de seus padres estão sendo apurados pelas instâncias competentes.

“São inaceitáveis atos de racismo em qualquer esfera da sociedade, principalmente vindo do âmbito religioso – cujo lugar é propagar o respeito mútuo, o amor sincero e o diálogo”, disse a Diocese.

Foto – Arquivo pessoal Facebook

Por Larissa Gacic

Happy
Happy
1 %
Sad
Sad
24 %
Excited
Excited
2 %
Sleepy
Sleepy
1 %
Angry
Angry
67 %
Surprise
Surprise
5 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *