Reunião entre sindicato e Caoa Chery para discutir demissões termina sem acordo

0 0

Foto: Roosevelt Cássio/ Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos

Na última quarta-feira (1º), uma reunião entre o Sindicato dos Metalúrgicos e a Caoa Chery terminou sem acordo. As partes se reuniram no Ministério Público do Trabalho (MPT) para discutir a indenização para a demissão de 580 funcionários.

No início de maio, a fábrica contou que encerraria a produção até 2025, desde então, o sindicato tenta um acordo com a empresa.

O sindicato pediu a intervenção do MPT, que havia sugerido um acordo com pagamento de até 20 salários de indenização e manutenção de alguns benefícios por um tempo. Porém, a fábrica manteve a proposta de até 15 salários, sem adicionais, que foi rejeitada.

Com isso, o sindicato pediu a suspensão das demissões na Justiça, que foi concedida, e solicitou uma nova reunião no MPT. Segundo o grupo, a reunião terminou sem acordo e a empresa pediu um novo prazo para discutir novas medidas.

A Caoa Chery informou que está cumprindo a ordem judicial e mantendo os pagamentos e benefícios dos funcionários, mas que enviou um recurso à Justiça para suspender a decisão e disse também que segue aberta para negociação com os trabalhadores.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
100 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.