Jacareí amplia testes de visão para ensino de jovens e adultos

0 0

A Secretaria Municipal de Educação de Jacareí ampliou os testes de acuidade visual para o ensino de jovens e adultos, que inclui as turmas da EJA (Educação de Jovens e Adultos) e do Brasil Alfabetizado. Os testes, normalmente, são realizados pelas instituições de ensino no primeiro ano do ensino fundamental.

A iniciativa da Secretaria Municipal de Educação surgiu após identificar que alunos adultos também apresentavam dificuldade no rendimento escolar por causa de problemas visuais. Os testes foram aplicados a 95 alunos em idade adulta. Do total, 34 apresentaram dificuldades de visão.

Aluna do curso Brasil Alfabetizado (programa de alfabetização de adultos) no bairro Rio Comprido, a dona de casa Maria José Alves da Silva, 44 anos, diz que nunca usou óculos nem foi ao oftalmologista, e que só percebeu a dificuldade em enxergar na sala de aula.

Durante o teste aplicado pela educadora Dilcéia Estreano, a dificuldade para Maria José realizar a leitura dos sinais foi confirmada. “Pensei que estava tudo bem, mas realmente não consigo enxergar as letras pequenas”, disse Maria José.

Especialista – Os alunos que são “reprovados” no teste de visão são encaminhados a um oftalmologista da rede municipal de Saúde para uma avaliação mais completa. O próprio educador (no caso de ensino de jovens e adultos) ou professor (ensino fundamental) é quem preenche a ficha do aluno que apresentou problemas de visão e encaminha para a Secretaria de Educação.

A ficha com os dados do aluno é avaliada por uma enfermeira da secretaria, encarregada de agendar as consultas com o oftalmologista. “Nossa preocupação é mais que detectar a dificuldade de visão, mas garantir que o aluno faça a consulta com o oftalmologista e assim evitar que este tipo de problema atrapalhe o processo de aprendizagem”, ressalta o secretário municipal de Educação, João Roberto Costa de Souza.

Crianças – Além dos jovens e adultos, a Secretaria Municipal de Educação de Jacareí realiza os testes de acuidade visual em alunos do ensino fundamental. Este ano os testes foram aplicados em 1.563 alunos, sendo que 110 apresentaram dificuldades.

De acordo com a gerente técnico pedagógica da Secretaria de Educação, Fernanda Fortes, há orientação para professores e educadores “terem um olhar atento” para a saúde visual do aluno. “Essa orientação é fundamental para que possamos identificar as suspeitas de deficiência visual e assim melhorar a qualidade da aprendizagem na rede municipal de ensino”, afirma Fernanda.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.