Deputados estaduais do Vale empregam parentes de aliados

0 0

A prática da contratação de parentes de aliados é comum nos gabinetes dos deputados estaduais do Vale do Paraíba. O parlamentar Hélio Nishimoto (PSDB) possui na sua equipe de assessores parentes de dois vereadores tucanos de São José: José Idasil Silvério de Almeida, irmão do presidente da Câmara, Juvenil Silvério e Elionara Aparecida Moreira Petiti, mulher do vereador Fernando Petiti.

O deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV) emprega desde 2010 Alexandre Silva Mroz, filho do do presidente do diretório estadual do PV, Marco Antonio Mroz.

No entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal), é proibido qualquer tipo de nepotismo, inclusive na modalidade cruzada — quando um agente público emprega o familiar do outro como troca de favor.

Cada parlamentar pode contratar até 32 assessores. Afonso Lobato e Nishimoto  têm, cada um, 18. Marco Aurélio (PT), de Jacareí, tem 15.

 

A jacareiense Paula Santos Ferreira, 32, acha o número muito alto. “Esses deputados pouco produzem, como o Marco Aurélio, que não conseguiu aprovar nenhuma lei até agora. Não sei para que tanto assessor. E somos nós que pagamos”, contesta.

Os deputados negam irregularidades e afirmam estarem satisfeitos com suas equipes.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.