Estudo mapeia cidades do Vale com riscos de dengue; Jacareí está em alerta

0 0

Jacareí está entre as cidades no Vale do Paraíba em situação de alerta contra a dengue. É o que diz o estudo chamado Liraa (Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti), realizado no mês de Janeiro, com objetivo de identificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito.

A cidade se encontra na 9° colocação com risco de 2,1%. Segundo o estudo, a situação mais grave é no Litoral Norte. Só em Ubatuba, de cada 100 casas, em mais de 6 (6,9%) foram encontrados criadouros do mosquito da dengue, o que já é considerado risco de epidemia. São Sebastião e Ilhabela, que estão na mesma situação de acordo com a tabela, apresentaram índices, respectivamente, de 5,4% e 5,3%. Caraguá está em estado de alerta, com 3,9%.

Mesmo com esse alerta do Liraa, uma parceria entre a população e a diretoria de Vigilância à Saúde para o combate à dengue tem apresentado resultados positivos em Jacareí. Nos meses de janeiro e fevereiro foram registrados apenas cinco casos da doença na cidade, todos importados.

De acordo com o diretor da Vigilância à Saúde, Ricardo Buchaul, em Jacareí os números de casos positivos registrados estão sob controle. “Em 2012 foram registrados 21 casos, 78 casos a menos que em 2010, o que mostra que estamos no caminho certo. Começamos 2013 sem nenhum caso autóctone na cidade”, afirmou.

Mas mesmo com a boa notícia o diretor ressalta que “os munícipes não podem relaxar”. “Ações de prevenção à dengue são realizadas durante todo o ano em Jacareí, mas é importante a conscientização da população. Quem controla a proliferação do mosquito é o próprio morador, cuidando da sua casa de maneira adequada”, afirmou.

Ele alerta ainda para os cuidados ao realizar os serviços domésticos, como lavar o quintal, por exemplo. “É preciso ter cuidado para que a água não escorra e permaneça em locais de difícil acesso. Todo local com água parada favorece a proliferação do mosquito, até uma tampinha de garrafa”, explicou Buchaul.

Nas ações de combate à dengue também estão envolvidos os demais serviços da prefeitura, como saúde, fiscalização de posturas, limpeza urbana e manutenção de vias e áreas públicas. O telefone para denúncias e pedidos de vistorias é o 0800 -163010.

Sintomas da doença –  Os sintomas são semelhantes aos de uma gripe forte. Dor intensa pelo corpo há mais de 24 horas, febre acima de 38ºC e manchas avermelhadas pelo corpo podem ser sinais de dengue. A orientação da Secretaria de Saúde é procurar um médico e jamais tomar qualquer medicamento derivado de AAS (ácido acetilsalicílico), que pode resultar em hemorragia em pessoas com dengue e levar a sérias complicações.

Para evitar a dengue em casa

Não deixe a água parada

Limpe as calhas e a laje de sua casa

Mantenha a água de piscina muito bem tratada

Guarde pneus em locais cobertos

Lave os bebedouros de animais e troque a água diariamente

Caixas d’água, poços e tambores devem ser muito bem tampados

Substitua a água dos pratos de plantas por areia grossa e molhada

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.