Jacareiense defende a seleção brasileira de Rugby na China

0 0

O atleta jacareiense Matheus da Cruz Daniel, o “Mathias”, de 22 anos, foi convocado para ser titular da posição “pilar” na seleção brasileira de Rugby, que disputará o torneio Sevens de Hong Kong, na China, dias 22, 23 e 24 de março. Ele embarcou na madrugada do último domingo (17), desfalcando o Jacareí Rugby para o jogo contra o Urutu, na mesma data.

Mathias começou no Rugby em 2007, jogando por Jacareí. Em 2010 ele ganhou uma bolsa de estudos para defender a equipe de Curitiba (PR) durante aquela temporada e, no ano seguinte, voltou para o Vale do Paraíba, defendendo a equipe de São José dos Campos. Neste mesmo ano teve sua primeira convocação para a seleção brasileira, temporada em que jogou na modalidade tradicional, com equipes formadas por 15 atletas titulares.

Em 2012 Mathias foi também para a seleção brasileira da modalidade Seven, na qual os times jogam com a metade do número de jogadores que atuam nos jogos do Rugby tradicional.

Pela seleção brasileira o atleta já viajou para Dubai, Quênia, Emirados Árabes, Chile, Paraguai e Uruguai e fez também um intercâmbio de 20 dias na Nova Zelândia. Mathias também representou o Brasil nas duas últimas edições do Campeonato Sul-Americano, tendo ficado em quarto lugar em 2012 e em terceiro na disputa deste ano, realizada no Rio de Janeiro. Foi este resultado que garantiu à seleção a vaga para o torneio Sevens de Hong Kong.

O torneio na China terá 16 equipes divididas em quatro grupos. Na chave do Brasil estão as seleções do Japão, da Georgia (EUA) e da Jamaica. Segundo Mathias, o objetivo do grupo é garantir vaga para o torneio de Londres, na Inglaterra, em maio. “Se formos bem no torneio de Londres conquistaremos vaga para o Circuito Fixo Mundial 2013/2014, que terá nove etapas em países diferentes, entre dezembro deste ano e julho de 2014”, disse.

Apaixonado pelo esporte, Mathias hoje dedica-se exclusivamente ao Rugby e sonha em ver a modalidade cada vez mais difundida no Brasil. “Tudo que faço, desde a faculdade de Educação Física até o curso de francês, é com foco no Rugby”, diz o atleta, explicando que pretende fazer intercâmbio na França, país considerado por ele uma referência nesta modalidade.

Sobre eventuais críticas de pessoas que consideram o Rugby um esporte violento, Mathias responde que não é violento, mas sim agressivo. “As regras são muito mais rígidas que no futebol, por exemplo. Você nunca vê um jogador de rugby questionando decisões de um árbitro, durante o jogo”, conclui.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.