Professores da rede estadual devem entrar em greve na segunda

0 0

Professores da rede estadual vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (22). A decisão surgiu nesta sexta (19) após uma assembleia com mais de 5 mil manifestantes no Masp (Museu de Arte de São Paulo).

Os professores pedem, entre outras coisas, um reajuste salarial de 36,74%, o cumprimento da jornada extraclasse e o fim da remoção e da designação de professores das escolas de tempo integral.

Jacareí– O NJ entrou em contato com Roberto Mendes, Conselheiro Estadual da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), que confirmou a adesão dos professores de Jacareí à greve. “Ainda não é possível afirmar quantos professores entrarão em greve. Mas foi feita uma reunião e a maioria dos representantes das escolas resolveu aderir”, afirmou ele.

Em nota a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo rebateu as críticas do sindicato e disse que os 8,1% de acréscimo propostos eleva de 42,2% para 45,1% o aumento escalonado até 2014. “Os professores da rede estadual paulista, que ganham 33,3% mais que o piso nacional vigente, passarão a ter, a partir de julho, uma remuneração 44,1% maior do que o vencimento mínimo estabelecido em decorrência da Lei Nacional do Piso Salarial do Magistério Público”, diz o comunicado. Ainda de acordo com a nota, a secretaria cumpre integralmente a determinação legal das horas para atividades extraclasse.

Os professores da rede estadual decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (22). A decisão foi tomada em assembleia na tarde desta sexta (19) em assembleia no Masp (Museu de Arte de São Paulo). Cerca de 5.000 manifestantes interditaram todas as faixas da avenida Paulista.

Leia mais em: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/educacao/2013/04/19/professores-da-rede-estadual-de-sp-entram-greve-a-partir-de-segunda.htm

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.