Bela disputa pela pole no GP Brasil

0 0

Teremos neste domingo a realização do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, como sempre no tradicional e bom Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, na capital de São Paulo. O local teve uma das suas maiores e principais reformas desde o retorno à F1 em 1990, tendo não só a pista toda recapeada de uma maneira bem feita, tirando praticamente 90% ou mais das ondulações que durante anos pilotos reclamavam, mas também foi feita uma nova entrada de box, que tira os carros que entram nela (portanto em velocidade menor) da linha de frente daqueles que estão em volta normal, portanto sendo mais segura.

A pouco, tivemos a relização do treino classificatório que além de ter sido bem movimentado na parte final, deu aquele gostinho bom para nós brasileiros por ver um Felipe Massa voando baixo com sua Williams muito bem ajustada para esta prova.

Antes de descrever as 3 partes do treino, vale lembrar que as 2 equipes do fundo do pelotão abriram o bico com seus problemas financeiros. A Marussia já não existe mais, pois decretou a falência por completo; já a Caterham ainda existe, mas não disputou o GP dos EUA e nem disputará este do Brasil. Para Abu Dhabi, já não existe também certeza de participação, então desde os EUA, ficaremos com apenas 9 equipes e 18 carros nas provas finais.

No Q1, com esta redução no grid, serão eliminados apenas os 4 mais lentos, e não os 6 como sempre feito antes. Os agraciados com esta eliminação não causam muita estranheza. Além das 2 Lotus, tivemos Perez e Vergne entre eles, todos andando dentro do normal, visto as limitações de seus carros. O fundo do grid fica assim: 18) Maldonado VEN – Lotus; 17) Perez MEX – Force India; 16)Vergne FRA – Toro Rosso; 15) Grosjean FRA – Lotus.

Já no Q2, outros 4 foram eliminados, e seguiu a listagem com as mesmas equipes citadas acima, sem qualquer surpresa neste sentido. A novidade seriam as voltas lá na frente, de Rosberg, Massa, Bottas e Hamilton, todos eles já fazendo tempos dentro ou muito perto da casa de 1m10s. O pelotão do meio fechou da seguinte forma: 14) Kvyat RUS – Toro Rosso; 13) Sutil ALE – Sauber; 12) Hulkenberg ALE – Force India; 11) Gutierrez MEX – Sauber.

E chegamos no Q3, e a animação na disputa pela pole foi grande. A incrivel Mercedes não se mostrou exatamente incrível e viu um Felipe Massa inspirado e uma Williams bem ajustada quase ameaçar esse reinado de posições de honra de Rosberg e Hamilton. Ficou no quase pois Felipe perdeu tempo considerável em travadas de rodas no S do Senna, e depois no 2º setor, o miolo do autódromo. Hamilton veio forte, já fazendo tempos da casa de 1m10s baixo, porém foi Rosberg que conseguiu ser mais preciso no técnico autódromo brasileiro e cravou a pole com 1m10s023, tendo vantagem de apenas 0.033s sobre Rosberg. Massa fechou mesmo com o 3º postote de seu parceiro Bottas. A frente do grid está desta forma para a largada amanhã: 10) Raikkonen FIN – Ferrari; 9) Ricciardo AUS – Red Bull; 8) Alonso ESP – Ferrari; 7) Magnussen DIN – McLaren; 6) Vettel ALE – Red Bull; 5) Button ING – McLaren; 4) Bottas FIN – Williams; 3) Massa BRA – Williams; 2) Hamilton ING – Mercedes; 1) Rosberg ALE – Mercedes.

A prova em Interlagos acontece amanhã a tarde, com largada sendo ás 14h e a transmissão da TV Globo.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.