Após viagem à China, Hamilton assina, em Brasília, acordo para instalação de polo automotivo

0 0
Foto:Roberto Stuckert Filho/PR
Foto:Roberto Stuckert Filho/PR

O prefeito de Jacareí, Hamilton Ribeiro Mota, assinou, nesta terça-feira (19), em Brasília, na presença da presidente Dilma Rousseff e do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, um memorando entre os dois governos formalizando a instalação de um polo automotivo em Jacareí.
A assinatura do acordo veio logo após a viagem de Hamilton à China, a convite da montadora Chery.
“Além de termos sido muito bem recebidos na China, pudemos conferir o potencial da Chery e de seus fornecedores, e o interesse em investir ainda mais em Jacareí, o que pode ser avalizado com a assinatura do acordo em Brasília”, avalia o prefeito Hamilton.

O primeiro-ministro Keqiang (pronuncia-se Li “Ketchiang”) veio ao Brasil para assinar uma série de acordos bilaterais entre o Brasil e a China, visado à “cooperação para promoção de desenvolvimento e capacidade produtiva”. São mais de 30 projetos de investimento, de obras de infraestrutura a instalações industriais, no valor de até US$ 53 bilhões.

O acordo deve ser celebrado entre o Ministério do Planejamento e a Chancelaria da China, e sua implementação será apoiada financeiramente por memorando de entendimento entre a Caixa Econômica Federal e o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC).

O comércio bilateral Brasil-China também deve ser significativamente incrementado – de janeiro a abril deste ano, foram exportados US$ 9,625 bilhões para a China, e as importações somaram US$ 12,152 bilhões.

Hamilton e o grupo de empresários de Jacareí visitaram empresas chinesas dos setores automotivo e tecnológico, potenciais fornecedoras da Chery, que poderão vir a se instalar no polo a ser criado nas áreas adjacentes à fábrica da montadora em Jacareí.

A instalação do polo automotivo em Jacareí, nas áreas adjacentes à fábrica, também visa atender ao programa ‘Inovar Auto’, do Governo Federal, que estipula que as montadoras estrangeiras atendam aos requisitos de nacionalização das peças automotivas – no mínimo 65% das peças devem ser nacionais –, e às exigências de redução de emissão de gases na atmosfera, entre outros aspectos.
Para os chineses, há ainda uma significativa redução de custos ao se instalarem em Jacareí, enquanto que, para os empresários da cidade, abriram-se as oportunidades de investimentos em infraestrutura para receber o polo.
O grupo, incluindo a montadora chinesa, já assinou um memorando de entendimentos para a implantação do polo. A viagem à China é parte desse processo, que prevê o desenvolvimento de um projeto de ocupação das áreas de acordo com o perfil e demanda das empresas fornecedoras da Chery – o memorando estipula que o projeto deverá atender especialmente ao disposto no Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial e na Lei de Uso e Ocupação do Solo.
Pelo memorando, os empreendedores poderão arcar com os custos de implantação de, caso necessário, infraestrutura (acesso viário, drenagem etc.), conjuntamente. Por sua vez, a Prefeitura de Jacareí se compromete a empenhar esforços para a aprovação de lei municipal prevendo a criação do Polo Automotivo e Tecnológico de Jacareí, modernizando ainda mais a legislação de incentivos.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.