Secretaria de Saúde apresenta dados do primeiro quadrimestre de 2021 em Jacareí

0 0

A Câmara de Jacareí realizou na tarde desta segunda-feira (24) audiência pública para prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde referentes aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2021.

Presidida pela secretária da pasta, Dra. Rosana Gravena, os dados demonstram que foram realizadas o total de 197.176 consultas médicas no período, sendo 66.484 na Atenção Básica, 53.245 na área de Especialidades e 77.447 nas Urgências e Emergências.

Absenteísmo – Um dos pontos destacados durante o período analisado foi a redução do número de faltas em consultas. No primeiro quadrimestre de 2020 foram agendadas 86.258 consultas e realizadas 58.470, diferença que significa que havia uma falta a cada três consultas agendadas. De acordo com o relatório enviado pela pasta, em 2021 foi possível reduzir o absenteísmo para 27%, com a disponibilização de 62.930 consultas e 46.101 faltas.

No Ambulatório Médico de Especialidades (AME) o absenteísmo caiu de 30% para 26%, e no Serviço Integrado de Medicina (SIM) o percentual de faltas em consultas passou de 17% para 16%.

Um dos indicativos utilizados para qualificar o serviço prestado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é a média de consultas médicas por habitante/ano. Em Jacareí a média de consultas por habitante caiu de 2,71 em 2020 para 2,58 em 2021. Segundo o Ministério da Saúde a média de consultas médicas por habitante por ano, sugerida nos parâmetros assistenciais no SUS, é de duas a três consultas por habitante/ano.

Pré-Natal – A assistência pré-natal constitui num conjunto de procedimentos clínicos e educativos com o objetivo de vigiar a evolução da gravidez e promover a saúde da gestante e da criança, encaminhando-os para soluções imediatas ao Sistema Único de Saúde. No primeiro quadrimestre de 2021 o total de consultas pré-natal realizadas foi de 784, número que é 19% inferior ao realizado no mesmo período do ano passado (973).

Segundo o Ministério da Saúde, o ideal é que a gestante realize sete ou mais consultas durante o pré-natal. Em Jacareí, o número de consultas médicas neste quesito caiu 15% de 2020 para 2021, passando de 752 para 637 entre os períodos analisados, respectivamente. 

Mortalidade Infantil – A Taxa de mortalidade infantil apresentada de janeiro a abril de 2021 foi de 10,2. No primeiro quadrimestre de 2020 a taxa era de 11,3. A taxa é um indicador social representado pelo número de crianças que morreram antes de completar um ano de vida a cada mil crianças nascidas vivas no período de um ano. É um importante indicador da qualidade dos serviços de saúde, saneamento básico e educação de uma cidade, país ou região.

A taxa é calculada pelo número de óbitos de menores de um ano de idade, por mil nascidos vivos, em determinado espaço geográfico, no ano considerado. A mortalidade infantil compreende a soma dos óbitos ocorridos nos períodos neonatal precoce (0-6 dias de vida), neonatal tardio (7-27 dias) e pós-neonatal (28 dias e mais).

Melhor em Casa – O número de pacientes atendidos pelo Programa Melhor em Casa passou de 123 para 130 na comparação entre os períodos. O número de atividades realizadas também aumentou, passando de 3.699 para 4.664.

O Programa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Pessoas em situações de rua – Outro serviço da rede de saúde pública de Jacareí que apresentou resultados positivos foi o Consultório na Rua, que diminuiu o número de pessoas em condições de vulnerabilidade social. Entre janeiro e abril de 2020 havia 166 inscritos no programa. Até abril deste ano 101 pessoas são atendidas pelo Programa.

Iniciado em março de 2018, o Consultório na Rua é um serviço de saúde pública, composto por profissionais multidisciplinares, que vão a campo, de forma itinerante, levar o cuidado integral à saúde das pessoas em situação de rua, onde são realizados procedimentos básicos como verificação de pressão, aplicação de vacinas, verificação de glicose, pequenos curativos, oferta de medicamentos, vigilância para doenças como tuberculose e hanseníase, testes rápidos contra Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), além de aconselhamento sobre cuidados com a saúde, distribuição de preservativo e encaminhamento para outros serviços mais complexos.

 

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
100 %
Surprise
Surprise
0 %


Comentar via Facebook

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *